Imagine uma dor aguda, muito forte, caracterizada por pontada, choque ou espasmo na região da face (altura da mandíbula, maxilar e olhos).  Ela tem duração de segundos, mas com repetições ao longo do dia, incapacitando rotinas simples, como escovar os dentes, pentear o cabelo e até sentir uma brisa no rosto. Imaginou? Pois é, esses são os sintomas da neuralgia do trigêmeo, classificada como uma das dores mais violentas que um ser humano pode sentir e registrada na literatura médica como motivo de tentativa de suicídio por indivíduos acometidos pela doença.

De difícil diagnóstico, ela costuma ser confundida com problemas dentários, levando mais de 90% das pessoas a sofrer por anos sem o tratamento adequado.

No videocast Neuralgiado Trigêmeo: a pior dor que uma pessoa pode sentir, explico que, após diagnosticada, a doença deve ser tratada inicialmente com medicações, que costumam oferecer alívio das crises por algum tempo.  No entanto, quando os medicamentos não surtem mais efeito, ou quando efeitos adversos dos remédios inviabilizam a continuidade da sua administração, alguns procedimentos cirúrgicos são indicados.

Dentre as técnicas cirúrgicas existentes para o tratamento da neuralgia do trigêmeo, uma se destaca pela maior efetividade de resultados positivos e segurança. A técnica de compressão com balão do gânglio de Gasser é mais recomendada por ser minimamente invasiva, de pouca duração – cerca de dez minutos, com o paciente podendo conferir os resultados imediatamente após a cirurgia.